Redes esportivas: entenda como vender redes com maior durabilidade para os seus clientes!

Aquele empreendedor que realmente busca estar entre os melhores do seu ramo de atuação se preocupa em agradar o seu cliente. No comércio, isso significa ter um produto de alta qualidade, que faça com que o cliente retorne para novas compras no futuro. Neste artigo vamos mostrar peculiaridades do comércio de equipamentos de esporte, mais especificamente as redes esportivas.

Quem trabalha com redes esportivas conhece bem a questão da qualidade e ela tem tudo a ver com a durabilidade dos produtos, os materiais que são utilizados, a tecnologia envolvida, a variedade do produto e o conhecimento de quem está fazendo a venda.

Um cliente definitivamente não voltará se aquela lindíssima rede de futebol profissional recém-comprada estiver furada após um período muito curto de tempo. Ele também não retornará se o seu estoque de redes esportivas não tiver uma boa variedade de formatos e de esportes.

 

Se você tem dúvidas sobre como garantir a melhor qualidade e a maior durabilidade para as suas redes esportivas, não se preocupe! Vamos a partir de agora conhecer quatro fatores e uma dica extra para vender e comprar a melhor rede esportiva e as melhores redes de proteção para quadras.

Fator 1 – Proteção UV é fundamental

Este é o primeiro fator para garantir redes esportivas de alta qualidade: é preciso proteção contra o sol. É claro que o material do qual é feita uma rede para quadra ou para campo sofre com a ação do sol, por isso a proteção é necessária.

Explicando melhor, a matéria prima de uma rede esportiva em geral é o polietileno (nylon) ou o polipropileno (seda). Ambos os materiais devem receber, com o produto ainda virgem, uma substância capaz de fazer a proteção contra os raios ultravioleta.

Lembre-se de que as redes esportivas vão enfrentar a ação do tempo e essa camada de proteção é fundamental para que a durabilidade seja muito maior. Fios ressecados são prenúncio de que a rede se romperá em breve.

Outros fatores climáticos que influenciam na durabilidade de uma rede são o vento e as chuvas. Quanto melhor for o material usado na confecção da rede, mais segurança ela terá.

Fator 2 – Tecnologia Sem Nós

Ainda no quesito durabilidade, outro fator indispensável é a Tecnologia Sem Nós. Essa inovação tornou a vida útil das redes esportivas muito mais longa e é fácil entender o porquê.

Imagine uma rede de futebol society em uma quadra bem movimentada. A cada poucos minutos ela será acertada por uma bolada. Cada uma dessas pancadas coloca à prova a capacidade da rede absorver a energia do golpe.

Antigamente, as redes eram confeccionadas de forma manual e cada gomo era fechado com um nó. Estes nós representam mais resistência ao movimento da bola, absorvendo em um só ponto da rede de quadra mais energia. Isso limita a durabilidade.

Hoje, o processo de produção permite que as redes não tenham nós. Isso faz com que a energia seja absorvida de forma mais uniforme ao longo das redes esportivas, fazendo com que o material dure mais tempo.

Fator 3 – Formatos diferentes

Mesmo aquelas pessoas que são fanáticas pelo futebol pouco percebem, mas um bom vendedor de redes esportivas precisa saber bem deste fato: existem tipos diferentes de redes e com formatos bem distintos.

Quanto aos tipos de redes esportivas, são duas principais opções:

  • Rede tipo México – Esta rede fica bem esticada, em uma estrutura que faz com que o gol se pareça com um caixote. Sua principal característica é balançar muito ao sofrer uma bolada. Como a rede está esticada, a rede recebe a bola, se expande para trás e expele a bola novamente para frente.
  • Rede tipo Véu de Noiva – É o modelo mais clássico. Este tipo de rede tem um caimento bem mais suave, que lembra o desenho de um véu de noiva. Exatamente por causa deste caimento, a rede absorve mais a energia após um chute e “segura” a bola dentro do gol.

Além do tipo de rede, há diferença também em relação ao formato dos gomos que compõem as redes esportivas. Essa diferenciação também tem dois principais tipos:

  • Malha Quadrada (a tradicional) – É aquele modelo que tem gomos quadrados.
  • Malha Colmeia (o mais moderno) – Cada gomo forma um hexágono, como se fosse o favo de uma colmeia. É o tipo mais moderno.

Fator 3 – Variedade de esportes

Claro que, em um país como o Brasil, que tem o futebol como esporte mais praticado, uma loja de esportes precisa de uma grande variedade de equipamentos para suprir essa demanda. Mas saiba que para alavancar as suas vendas é preciso estar de olho também em diversas outras modalidades.

Hoje o mercado oferece uma grande gama de redes esportivas. Além do futebol, as melhores lojas oferecem redes para handebol, pólo aquático, vôlei, vôlei de praia, futevôlei, biribol, peteca, tênis, beach tênis, paddle, ping pong, tênis de mesa, badminton, basquete e outras modalidades.

Um bom vendedor conhece todos estes tipos de rede e as diferenças entre elas. Alguns esportes podem até ter similaridades, como vôlei e vôlei de praia, por exemplo, mas as redes são diferentes. Conhecer as diferenças é uma necessidade de um bom vendedor deste ramo de negócios.

Uma boa loja também precisa de uma grande variedade de redes de proteção. Afinal não basta para um bom jogo que as redes de quadra ou de campo estejam em ótimo estado de conservação. Uma bola jogada para fora que acerte uma criança, por exemplo, pode estragar toda a diversão de um grupo de jogadores.

Dica extra – Conheça mais sobre o assunto

Agora que você conhece os quatro fatores fundamentais para que as redes esportivas apresentem a maior durabilidade, saiba que há muito mais para se conhecer neste universo.

No nosso blog, você pode pesquisar sobre as diferenças entre modalidades, os cuidados necessários quando o assunto é rede de proteção, tudo sobre as redes para basquete e vôlei e muito mais.

Se você está em busca de conhecer mais sobre o assunto, não deixe de ler também o nosso ebook : “Conheça as principais características de uma rede de futebol de qualidade”.

Publicado dia 13/02/2019, às 16:18

Compartilhe nas redes: